Seja bem-vindo a Fazenda Fomento!

Produzir gado com responsabilidade e ética, requer comprometimento com práticas sustentáveis, incluindo um manejo cuidadoso do delicado ecossistema e dos recursos naturais. A FAZENDA FOMENTO cria o gado alimentado  a pasto, o que garante a saúde dos animais. Isso faz da FAZENDA FOMENTO Grass fed beef, uma excelente escolha para sua família e para o meio ambiente.

  • * Nossa fazenda está localizada em uma área somente de pecuária;
  • * O gado e as ovelhas não recebem promotores de crescimento;
  • * Nenhum organismo é geneticamente modificado(OGM);
  • * Os animais são criados em uma fazenda familiar;
  • * O gado não é colocado em confinamento. É produzido apenas em pastagens;
  • * Nossos métodos de pastoreio melhoram a biodiversidade da terra;
  • * Ao estimular a saúde das pastagens através do nosso contexto holístico, o carbono é capturado no solo e as bacias hidrográficas são regeneradas;
  • * Nossa filosofia no pastoreio é administrar o rebanho em movimento, com pastagem planejada, de modo a nunca sobre-pastorejar uma área, mas estimular o crescimento e a  saúde das pastagens, através do pastoreio rotativo. A Fazenda Fomento está na vanguarda nas práticas de gestão.

Ademais, pesquisas indicam que a flora do Pampa apresenta aproximadamente 3000 espécies de plantas com notável diversidade de gramíneas. São mais de 450 espécies (campim-forquilha, grama-tapete, flechilhas, brabas-de-bode, cabelos de-porco, dentre outras). Nas áreas de campo natural, também se destacam as espécies de compostas e de leguminosas (150 espécies) como a babosa-do-campo, o amendoim-nativo e o trevo-nativo. 

Trabalhamos duro em nosso programa de criação para desenvolver um rebanho que seja mais adequado para o acabamento com grama, para o nosso clima e para a nossa terra. Temos um rebanho das raças Aberdeen Angus e Charolês. O Angus é uma raça adaptada no Rio Grande do Sul conhecida por seu paladar de carne superior quando terminada apenas a pasto. O Charolês é uma raça excelente produtora de carne. O resultado deste cruzamento é um produto bem marmorizado. Você experimentará a diferença de uma carne que é produzida nas coxilhas, várzeas e costados de cerros onde a terra fértil e o nevoeiro mantêm a grama verde e nutritiva. Confira a galeria para mais imagens da Fazenda Fomento.

O Bioma onde estamos inseridos:

O Pampa está restrito ao estado do Rio Grande do Sul, onde ocupa uma área de a 2,07% do território brasileiro, constituindo-se como um importante domínio natural do país, embora boa parte de sua área original tenha sido devastada. Também está presente no Uruguai e em parte da Argetina. Trata-se de um patrimônio natural, genético e cultural de importância nacional e global. Também é no Pampa que fica a maior parte do aquífero Guarani.

As paisagens naturais do Pampa são variadas, de serras a planícies, de morros rupestres a coxilhas. O bioma exibe um imenso patrimônio cultural associado à biodiversidade. As paisagens naturais do Pampa se caracterizam pelo predomínio dos campos nativos, mas há também a presença de matas ciliares, matas de encosta, matas de pau-ferro, formações arbustivas, butiazais, banhados e afloramentos rochosos. A progressiva introdução e expansão das monoculturas e das pastagens com espécies exóticas têm levado a uma rápida degradação e descaracterização das paisagens naturais do Pampa.

Fauna e Flora do Pampa

A fauna do bioma Pampa é muito rica e diversa, caracterizada por uma grande variedade de aves, mamíferos, artrópodes, répteis e anfíbios.

A fauna é expressiva, com quase 500 espécies de aves, dentre elas a ema (Rhea americana), o perdigão (Rynchotus rufescens), a perdiz (Nothura maculosa), o quer-quero (Vanellus chilensis), o caminheiro-de-espora (Anthus correndera), o joão-de-barro (Furnarius rufus), o sabiá-do-campo (Mimus saturninus) e o pica-pau do campo (Colaptes campestres). Também ocorrem mais de 100 espécies de mamíferos terrestres, incluindo o veado-campeiro (Ozotoceros bezoarticus), o graxaim (Pseudalopex gymnocercus), o zorrilho (Conepatus chinga), o furão (Galictis cuja), o tatu-mulita (Dasypus hybridus), o preá (Cavia aperea) e várias espécies de tuco-tucos (Ctenomys sp).

veado canteiro

passarinho

passarinho

O Pampa abriga um ecossistema muito rico, com muitas espécies endêmicas tais como: Tuco-tuco (Ctenomys flamarioni), o beija-flor-de-barba-azul (Heliomaster furcifer); o sapinho-de-barriga-vermelha (Melanophryniscus atroluteus) e algumas ameaçadas de extinção tais como: o veado campeiro (Ozotocerus bezoarticus), o cervo-do-pantanal (Blastocerus dichotomus), o caboclinho-de-barriga-verde (Sporophila hypoxantha) e o picapauzinho-chorão (Picoides mixtus)

Carregando...